domingo, 11 de junho de 2017

Todos necessitam de amor


....mas, se queremos ser amados, devemos abrir o coração e começar a praticar o amor com aqueles que necessitam do seu amor. O mesmo ocorre, quando desejamos que os outros simpatizem conosco, então, que sejamos gentis e simpáticos com as pessoas ao nosso redor. Se queremos ser respeitados, é fundamental que tenhamos acima de tudo respeito com todos, jovens, idosos e todas as criaturas. Sejamos exatamente aquilo que desejamos que os outros sejam conosco! O Universo e o mundo responde de volta na mesma intensidade e sintonia aquilo que emitimos, fazemos, pensamos, sentimos e somos. Portanto, sejamos Amor em plenitude!
Paz e Luz!

Nossa meta, nossa realização


Se começarmos a fazer uma série de coisas que não queremos, sairemos de nosso caminho e deixaremos de realizar a ligação cósmica que nos torna mais fortes, felizes e em constante desenvolvimento, sujeitos a inúmeros teores de energia que classificamos como ruins e que apenas se aderem a nós, conforme o berço que lhes propiciamos.
‘Se você tem dificuldade em dizer “não”, é porque o que almeja não está tão claro assim ou o seu desejo está voltado só para agradar o outro, reforçando o seu ego de “bonzinho”.
Então, é possível que fique, sim, mais suscetível às circunstâncias e opiniões alheias. 
Estar o tempo todo suscetível a opiniões alheias é outro vale perigoso, propício para cometermos as infrações observadas..’

Experiência de novos descobrimentos





 Viva a experiência de descobrir novidades, como uma criança pequena. Saia deste casulo de coisas já vividas, porque toda manhã é um dia completamente novo. Cada segundo, uma surpresa e uma oportunidade. 
Não olhe com olhos de ontem, porque o ar está renovado, as folhas estão frescas, tudo está diferente de antes, e teus olhos podem te enganar. Tuas idéias podem te enganar.
Teu problema de ontem, hoje, pode apresentar uma nova perspectiva. Tua perda de ontem pode trazer, hoje, um novo ganho. Será que vais enxergar?

Calunga

domingo, 28 de maio de 2017

Objetos dos sentidos


Enquanto permanecermos atados aos objetos dos sentidos,
... para nosso desfrute, o Ser interior permanecerá oculto à nossa visão.
Nossa atenção deve ser desviada dos objetos dos sentidos e voltada para o interior, para realizá-Lo. Só então nos será possível atingir a perfeição e conseguir eterna bem-aventurança, vida eterna e infinito conhecimento.



Compartilhado de Elciene Galindo

Nosso caminho, nós traçamos



Temos vivido repetindo coisas, repetimos costumes, ideias, maneiras de agir, somos repetidores do outro. Mas, como alcançar a autonomia? Ser dono de si não é nada fácil. Vencer os medos e ajustar os desequilíbrios internos são tarefas bastante complicadas. Penso que nossa existência neste planeta é uma oportunidade muito valiosa para sermos melhores.

Logo, a resposta para alcançar a autonomia pessoal é trabalhar em busca do crescimento pessoal e isto requer muito esforço e dedicação. É um longo caminho a ser percorrido. Porém, logo te adianto, estaremos juntos nessa! 

 Aurora Estelar




Questionar


Temos que questionar os dogmas, questionar as ideologias, questionar as autoridades externas. Somente questionando o que todos aceitam como certo, o que todos acham que é verdade, é que conseguimos despertar da hipnose do condicionamento social.





Deepak Chopra
(compartilhado de Terapia Quântica)

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Como as pessoas que estão entrando na quinta dimensão estão agindo?



1 — Querem questionar suas existências. Querem buscar o autoconhecimento e têm coragem de acessar suas verdades e descobrir quem realmente são.

2 — Não têm medo do auto enfrentamento e preferem sair da zona de conforto ao invés de continuarem presas aos velhos condicionamentos doentios como o medo, o sofrimento e a desesperança.

3 — Não aceitam mais a esperança como padrão para as suas vidas. Estão trocando os sentimentos de esperança pelos sentimentos de confiança. Pois já descobriram que a esperança é somente um maneira bonita de continuar esperando sempre por amanhãs, eternos amanhãs que nunca chegam.

4 — Querem agir ao invés de apenas aguardar que outras pessoas façam o que somente elas podem fazer para mudar as suas vidas.

5 — Não esperam mais que os milagres caiam do céu pela força do acaso, como se fosse possível o Universo dar algo sem querer nada em troca.

6 — Não pedem nada de graça, querem retribuir e não apenas receber.

7 — Já descobriram que não têm controle sobre as outras pessoas e não querem mais mudá-las. Mas lutam para dar o máximo de si para que seus exemplos mudem as outras pessoas.

8 — Não querem mais tudo na hora que desejam. Estão compreendendo que a paciência no fundo é uma prática da paz com a consciência. Têm plena certeza que tudo virá no momento certo e mais adequado. Trabalham insistentemente e com convicção para aquilo que desejam, mas não tentam mais controlar o tempo, pois sabem que não têm esse poder.

9 — Não brigam mais, preferem conversar e dialogar. É impossível entrar na quinta dimensão por exemplo um casal que discute constantemente por motivos futeis como ciúmes ou medo. Sabem que a traição não é um problema do traído, mas sim de quem traí, pois este sim está com um sério problema para ser resolvido em sua vida.

10 — Se posicionam perante as dificuldades e não potencializam mais o problemas. Potencializam sim as soluções. Sempre as soluções.

1 1— Trocaram os sentimentos de inveja pelos sentimentos de admiração.

12 — Têm certeza que tudo o que for para ser, já é. Estão começando a acessar seus propósitos de vida, decretados antes dos seus nascimentos. Sendo assim sabem que há vida após a morte, há vida antes do nascimento e há vida o tempo todo. A vida não cessa jamais.

13 — Já descobriram que as pessoas não mudam, elas apenas vão se transformando naquilo que realmente são e sempre quiseram ser.

14 — Não querem mais perder tempo reclamando. Seus pontos de vistas estão mudando gradativamente e estão começando a enxergar que este mundo é repleto de coisas possíveis de agradecimento diário.

15 — Não querem apenas sobreviver, querem viver intensamente as suas vidas, pois sabem exatamente o valor espiritual que elas possuem.

16 — Estão começando a compreender que a gratidão é o sentimento mais poderoso que existe, e que este sentimento possui uma vibração altíssima capaz de transmutar todos os sofrimentos em cura, todos as mazelas em concórdias e elevações.

17 — Já entendem que a felicidade não está no futuro como disseram para elas desde que nasceram. Sabem que a felicidade verdadeira está no agora e se chama gratidão. Não buscam mais a felicidade, pois sabem que quem está em busca da felicidade no fundo está decretando para si mesmo que é uma pessoa infeliz. Sentem-se felizes porque sabem que é dentro do presente dinâmico e eterno onde tudo acontece.

18 — Sabem que podem criar suas realidades a partir da imaginação e do poder das suas intenções. Não desejam coisas a esmo, desejam com potência e intensidade, pois somente assim conseguirão dialogar com a natureza e manifestar os milagres sobre a Terra.

19 — Não querem perder tempo com fofocas e conversas que não levam a lugar algum. Sabem inverter as vibrações dos ambientes e neutralizar as energias negativas de forma consciente e eficaz.

20 — Estão optando por valorizar mais as pessoas do que as coisas. Sabem que as coisas matérias têm preço e a coisas imaterias como as amizades verdadeiras e o amor são coisas preciosas, que por sinal serão somente essas que levarão para além desta vida.

21 — Não querem mais viver num mundo de acúmulos de coisas e consumo doentio. Querem compreender o que é o compartilhamento mútuo e desejam viver em harmonia. Querem dividir para somar e não acumular para juntar.

22 — Não querem mais perder tanta energia tentando se equilibrar. Preferem a harmonização, pois sabem que todos aqueles que tentam se equilibrar uma hora caem, pois estão vivendo o tempo todo numa espécie de corda bamba.

23 — Querem resolver os problemas o mais rápido possível e só atraem pessoas que pensam da mesma forma. Detestam conviver e trabalhar com pessoas enroladas que não gostam de decidir e estão sempre tentando controlar mental e psiquicamente as outras pessoas.

24 — Estão completamente salvas das mazelas da procastinação. Querem ir adiante e agir.

25 — Estão se sentindo diferentes das outras pessoas, mas sabem que não são melhores que ninguém. Sabem que não são pessoas especiais, mas ao mesmo tempo terão mais responsabilidades perante a sociedade.

26 — Estão isentas de qualquer tipo de preconceito justamente por saberem que um dia já foram em vidas passadas ou poderão ser em vidas futuras aquela pessoa a qual a sociedade pede para julgar. Há somente respeito. Não há discórdia.

27 — As religiões estão ficando em segundo plano. O que importa é a sua ligação direta com Deus. Sem intermediários.

28-Estão tendo sonhos lúcidos e projeções fora do corpo que elucidam suas vidas passadas e futuras.

29 — Estão tendo acesso aos seus mentores espirituais através da intuição e da clarividência.

30 — Querem e creem no mundo melhor. Não aceitam a ideia das catástrofes e da falta de amor na humanidade. Têm absoluta certeza que a luz vencerá a escuridão como sempre fez.

31 — Não estão mais conseguindo assistir televisão.

32 — Sabem que a quinta dimensão não é um lugar, mas sim uma frequência.

33 — Não têm mais medo do desconhecido. Sabem que o mundo extrafísico faz parte da Natureza dos homens e a paranormalidade deve ser encarada como algo natural e não como algo amedrontador.

34 — Sabem que o demônio não existe. Existe somente orgulho, egoísmo, ganância, medo e ilusão.

Carlos Torres – Escritor e mensageiro, editor, palestrante, pai e pacifista.

Como despertar a espiritualidade nos outros?



Imagine o seguinte cenário. Você e uns 10 amigos foram viajar juntos. Alugaram uma casa. Chegaram, passaram o dia juntos e foram dormir. Cada um no seu quarto. No dia seguinte, algumas pessoas acordaram bem cedo. Outras ainda estão dormindo. Você acha que essas pessoas que acordaram mais cedo são mais evoluídas que os que ainda estão dormindo? Elas apenas acordaram mais cedo. Talvez tenham acordado mais cedo porque têm o hábito de acordar cedo. Ou porque estavam descansadas. Ou porque dormiram muito mal. Ou porque o quarto em que estavam tinha muita claridade. Elas não são melhores que ninguém. Agora o que aconteceria se elas tentassem acordar os demais? Eles iriam se irritar, iriam se incomodar, iriam brigar, não iriam descansar o tempo que precisavam. E eles não são menos evoluídos. Você não sabe o que se passou com eles. Talvez tenham tido uma semana difícil. Podem estar com o sono acumulado. Podem ter ido dormir bem mais tarde que os que acordaram cedo. O que os que acordaram mais cedo devem fazer entao? Apenas seguir seu dia. Começam a fazer o café da manhã, limpar a casa, preparar a programação do dia. Começar a organizar o que querem fazer. Podem pensar nos outros e deixar o café da manhã pronto para todo mundo e já pensar nas possibilidades do dia para consultar os demais quando acordarem. Assim, quando o outro acordar, vai se sentir cuidado. Vai sentir que está entre amigos. Vai sentir que aquela viagem é a viagem que, de fato, gostaria de fazer. Vai sentir que está no lugar certo. A vida desses que acordaram mais tarde pode ficar um pouco mais fácil se aqueles que acordaram mais cedo prepararem o cenário... E é assim que eu vejo o despertar da espiritualidade. Talvez você sofra por enxergar um mundo que as pessoas ao seu redor não enxerguem. Talvez você queira muito que as pessoas próximas de você vivam a mesma coisa que você vive. Talvez você queira que elas se abram pra algo maior. Mas elas ainda estão dormindo. E se você tentar acordá-las, vocês vão brigar. Deixe essas pessoas onde elas estão. Continue seu trabalho sem querer trazer ninguém junto. Faça a sua parte e cuide da casa. Cuide do seu entorno e do que lhe é possível fazer. E lembre-se de que você não é mais evoluído que ninguém. Estamos todos no mesmo jogo. Apenas acordamos mais cedo... E daqui a pouco, todo mundo vai acordar. Sem exceção. Quando o sol começa a bater forte, a luz entra nos quartos e não tem como continuar dormindo. E é isso que está acontecendo agora. A luz vem vindo com força. Logo logo todo mundo acorda. E quando eles acordarem, a gente já vai ter feito um monte de coisa pra facilitar a vida deles e nos divertirmos juntos nessa viagem...



Gustavo Tanaka 





sábado, 25 de março de 2017

Retalhos, Pedacinhos Coloridos de Cada Vida

"Sou feito de retalhos. Pedacinhos coloridos de cada vida que passa pela minha e que vou costurando na alma. Nem sempre bonitos, nem sempre felizes, mas me acrescentam e me fazem ser quem eu sou.
Em cada encontro, em cada contato, vou ficando maior... Em cada retalho, uma vida, uma lição, um carinho, uma saudade... que me tornam mais pessoa, mais humano, mais completo.
E penso que é assim mesmo que a vida se faz: de pedaços de outras gentes que vão se tornando parte da gente também. E a melhor parte é que nunca estaremos prontos, finalizados... haverá sempre um retalho novo para adicionar à alma.
Portanto, obrigado a cada um de vocês, que fazem parte da minha vida e que me permitem engrandecer minha história com os retalhos deixados em mim. Que eu também possa deixar pedacinhos de mim pelos caminhos e que eles possam ser parte das suas histórias.
E que assim, de retalho em retalho, possamos nos tornar, um dia, um imenso bordado de 'nós'." 

Texto de Cora Colarina

Percepção



As pessoas vem até mim e perguntam: "O que é certo e o que é errado?" Eu digo: "Percepção é certo e não-percepção é errado." Não rotulo as ações como certas ou erradas. Não digo que a violência é errada. Algumas vezes a violência pode ser certa. Não digo que o amor é certo. Algumas vezes o amor pode ser errado. O amor pode ser dirigido a pessoa errada, pode ter motivos errados. Uma pessoa diz que ama sua nação. Isso é errado, pois o nacionalismo é um praga. Outra pessoa diz que ama sua religião. Essa pessoa pode matar, assassinar, queimar os templos de outras pessoas. O amor nem sempre está certo, e a raiva nem sempre está errada.
Então o que é certo e o que é errado? Para mim, a percepção é o certo. Se você estiver com raiva, mas em total percepção, até a raiva estará certa. E se você estiver amando sem percepção, mesmo o amor estará errado. Então deixe a qualidade da percepção estar presente em todos os seus atos, em cada pensamento, em cada sonho que você tem. Deixe que a qualidade da percepção penetre em seu ser cada vez mais. Banhe-se na qualidade da percepção. Então qualquer coisa que você fizer será uma virtude. Então qualquer coisa que você fizer será uma benção para você e para o mundo em que vive.

Osho: O Livro da Transformação.

A Suprema Compreensão



No amor profundo as pessoas temem enlouquecer, ou morrer, temem o que pode vir a acontecer. O abismo abre a sua boca, toda a existência boceja e, subitamente, você está ali, pode tombar ali. As pessoas tornam-se medrosas do amor e, então, satisfazem-se com o sexo e chamam ao sexo de “amor”.
O amor não é sexo. O sexo pode acontecer no amor, pode ser parte dele, parte integral, mas o sexo, em si mesmo, não é amor – é um substituto. Você tenta evitar o amor por meio do sexo. Dá, a você mesmo, a sensação de estar amando, mas você não esta se movendo em amor. O sexo é tal qual o conhecimento emprestado: dá a sensação de saber, sem saber, da à sensação de amor e de estar amando, sem amar.

Osho- Tantra a suprema compreensão




domingo, 12 de março de 2017

As Três Dimensões da Liberdade


Liberdade é um fenômeno em três dimensões.
A primeira é a dimensão física : você pode ser escravizado fisicamente...
Em seguida, está a segunda dimensão: liberdade psicológica. Há muito poucos indivíduos no mundo que são psicologicamente livres.
E, a terceira dimensão, é a liberdade absoluta: que é... saber que você não é o corpo, saber que você não é a mente, saber que você é só Pura Consciência. Este saber vem por meio da meditação: ele separa você do corpo, ele separa você da mente, e, finalmente, somente você está aí... como pura Consciência, como pura Presença. Liberdade espiritual é isso.

- OSHO
Liberte Sua Mente- Despertar da Consciência

sábado, 11 de março de 2017

A Terra é linda.



Se você começar a viver essa beleza, apreciando
suas alegrias sem qualquer culpa no coração, estará no paraíso. 
Se você condenar tudo, toda pequena alegria, se você se tornar alguém que só faz condenações, que só envenena, então essa mesma Terra virará um inferno — mas só para você. 
Depende de você o lugar em que vive. 
Tudo é uma questão da sua própria transformação interior. 
Não é uma questão de mudar de lugar, é uma questão de mudar de espaço interior.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Viajando.........


"Para de ficar rezando e batendo o peito! O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida.
Eu quero que gozes, cantes, te divirtas e que desfrutes de tudo o que eu fiz para ti.
Para de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios que tu mesmo construíste e que acreditas ser a minha casa.
Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias. Aí é onde eu vivo e aí expresso meu amor por ti.
Para de me culpar da tua vida miserável: Eu nunca te disse que há algo mau em ti ou que eras um pecador, ou que tua sexualidade fosse algo mau.
Para de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não podes me ler num amanhecer, numa paisagem, no olhar de teus amigos, nos olhos de teu filho, então não me encontrarás em nenhum livro.
Confia em mim e deixa de me pedir. Tu vais me dizer como fazer meu trabalho?
Para de ter tanto medo de mim. Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Eu sou puro amor.
Para de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se eu te fiz, então eu te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio. Como posso te culpar se respondes a algo que eu pus em ti? Como posso te castigar por seres como és, se eu sou quem te fez?
Você crê que eu poderia criar um lugar para queimar a todos meus filhos que não se comportem bem, pelo resto da eternidade? Que tipo de Deus pode fazer isso?
Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei; essas são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em ti.
Respeita teu próximo e não faças o que não queiras para ti. A única coisa que te peço é que prestes atenção a tua vida,
que teu estado de alerta seja teu guia.
Esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um passo no caminho, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso. Esta vida é o único que há aqui e agora, e o único que precisas.
Eu te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Ninguém leva um placar.
Ninguém leva um registro.
Tu és absolutamente livre para fazer da tua vida um céu ou um inferno.
Não te poderia dizer se há algo depois desta vida, mas posso te dar um conselho: viva como se não houvesse.
Como se esta fosse tua única oportunidade de aproveitar, de amar, de existir.
Assim, se não há nada, terás aproveitado da oportunidade que te dei.
E se houver, tem certeza que eu não vou te perguntar se foi comportado ou não. Eu vou te perguntar se tu gostaste, se te divertiste. Do que mais gostou? O que aprendeu?
Pára de crer em mim - crer é supor, adivinhar, imaginar. Eu não quero que acredites em mim. Quero que me sintas em ti.
Quero que me sintas em ti quando beijar sua amada, quando esquentar sua filha, quando acariciar seu cachorro, quando tomar banho no mar.
Pára de louvar-me! Que tipo de Deus ególatra tu acreditas que eu seja? Me aborrece que me louvem. Me cansa que agradeçam.
Tu te sentes grato? Demonstra-o cuidando de ti, de tua saúde, de tuas relações, do mundo.
Te sentes olhado, surpreendido?... Expressa tua alegria! 
Esse é o jeito de me louvar.
Pára de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim. A única certeza é que tu estás aqui, que estás vivo, e que este mundo está cheio de maravilhas. Para que precisas de mais milagres?
Para que tantas explicações?
Não me procures fora! Não me acharás.
Procura-me dentro... aí é que estou, batendo em ti."

Deus - Segundo Baruch Spinoza (Séc. XVII)

Cada um é responsável pelo teu próprio caminho


Tudo o que te incomoda nos outros é uma projeção do que não venceu em ti mesmo. Deixe que cada um resolva os próprios problemas, cada um é cada um, concentre a tua energia na tua própria vida.

Conheça a filosofia do espelho.

Maiana Lena

sábado, 4 de fevereiro de 2017

A rosa não é uma rosa se não tiver espinhos.



Faz parte da sua natureza ter espinhos, exibir sua beleza e exalar um perfume inigualável. Ela é perfeita com sua completude, o mix de beleza e espinhos. Assim é o ser humano. Perfeito, apesar dos milhares de espinhos criados por uma entidade imaginária que chamamos de mente. Entenda, sem os espinhos a rosa não seria uma rosa, então ela aceita isso em sua natureza e brilha belamente encantando aqueles que tem olhos para ver sua exuberância. Você também é assim, mas está tão perdido nas histórias inventadas por sua mente que não consegue enxergar a própria perfeição e acha que não brilha e exala o perfume da existência através de ti. Na verdade não há diferenças entre você e a rosa, exceto que você acredita ser separado da existência, enquanto a rosa não preocupa com isso, apenas é bela e exala seu perfume, sem se preocupar se é uma rosa ou não, se tem mais espinhos ou menos que outra rosa. 

A rosa é a pura expressão da divina consciência que é tudo que há. Você também o é, mas não sabe. Deixe todos seus apegos, duvide das historinhas mentais e aceite o que já é. Pare de contar seus espinhos e reconheça que a existência dança através de você, e você e a existência são o mesmo, não há separação. Quando reconhece sua real natureza, que você é muito mais do que uma personagem criada e que fizeram você acreditar vai resplandecer a leveza, a beleza, e o perfume do Ser através de ti. Aí você reconhecerá que não há nenhuma diferença entre ti e a rosa, e quando a existência fizer seu papel de jardineiro e fazer algumas podas em ti, já sabes que é para crescer mais forte e exuberante. 

Há um completo desapego, uma entrega profunda. E o maior mito é que somente alguns poucos, poetas, loucos, iluminados podem conseguir se verem como rosas. Na verdade está bem acessível, aí, mais próximo que a batida do seu coração. É apenas uma questão de reconhecer quem você realmente é. Tudo que pode ser observado não pode ser você. Então você é isso que observa tudo que vem e vai. Consciência, Presença, ou simplesmente Deus, são formas de se nomear o inominável. E tudo aquilo que aparece, aparece dentro do que você é. 

Reconheça que você é uma rosa nesse imenso jardim sagrado da consciência, e permita-se aflorar, permita-se ter espinhos, permita-se sentir o seu perfume e reconhecer sua beleza. Simples assim, sem maiores dramas ou complicações. Seja simples como a rosa, e aproveite a possibilidade única que temos de sermos uma rosa que é o jardim inteiro. Deleite-se!

domingo, 29 de janeiro de 2017

Árvore - A natureza é sábia e justa

Na vida tudo é preciso ser cultivado, os sonhos, a felicidade, o amor, a fé, esperança e tudo mais que o faz sair da condição animal e o torna um ser abençoado e de luz. Assim como também sentimentos ruins podem ser construídos se não mudar as coisas dentro de você e ver tudo com mais otimismo e paixão. É preciso nunca deixar a árvore do destino secar. 
Em cada folha e cada galho há um pouco da sua vida e tudo que veio plantando ao longo dela. 
Cuide para que floresça, não desista de tentar mantê-la em pé e cheia de vida.
Você é um ser lindo e feito para amar, vencer e evoluir.
A felicidade o espera, mas deve crer que é possível e busca-la!

sábado, 21 de janeiro de 2017

Dar como medida de receber


Quando a Graça de Deus está com você, você não percebe que é uma luz para todos aqueles que estão nas trevas? Você é seguro para os que estão em perigo; você é cura e saúde para os enfermos; você é prosperidade para quem é pobre, não pela virtude de si mesmo - que você mesmo não é nada - mas pela Graça de Deus que está em você, pelo Espírito de Deus sobre você.
Você é ordenado pelo Espírito de Deus, ao qual você se abriu, para curar os doentes, ressuscitar os mortos, ajudar os pobres. Então todos aqueles que alcançarem a sua consciência, receberão a mesma bênção espiritual, em proporção à sua receptividade.
Mas como eles podem se tornar mais receptivos a Deus, ao Cristo, a essa influência espiritual? Como você mesmo pode se tornar mais receptivo? Aumentando sua doação. A receptividade só é alcançada através da doação, através do derramamento a partir do centro do seu próprio ser; e quanto mais você dá, mais receptivo você se torna à Graça, à Presença e ao Poder de Cura de Deus. O que você tem para dar é uma questão individual. A questão que vem a você é então: "como eu sou para dar? Derramar o quê? Eu tenho tão pouco!" E a resposta é: "isso não é verdade! Você tem muito a dar. Você tem a Graça de Deus, porque você tem tudo de Deus, porque Deus lhe deu tudo de Si mesmo ".
O Mestre nos ensinou sobre algumas coisas que podemos dar: oração e perdão. Aprenda a dar o perdão para amigos e inimigos, uma vez, outra vez, de novo e de novo. Você pode rezar, rezar por seus inimigos. Essa é uma outra forma de caridade, rezar para que seus inimigos fiquem livres de castigos, para que as suas consciências se abram para a Luz e a Verdade, para que seus pecados sejam perdoados assim como os seus o foram.
A receptividade é a chave para a realização espiritual, e a receptividade é alcançada pela doação. Se você tem algum trocado ou um pouquinho mais, dê e distribua onde você quiser. Lembre-se, no entanto, que "dar" não se refere apenas a coisas materiais, mas também à sua atitude de perdão, de benevolência, paz e boa vontade para com todos. Essa é a verdadeira doação, a boa vontade entre os homens, libertando-os todos, sem manter a ninguém em condenação.
Abrindo a Consciência, a Presença entra. A princípio, você pode nem percebê-la como real Presença, mas aos poucos você vai perceber, porque a Presença é o Espírito de Deus. Você não pode vê-lo, ouvi-lo, senti-lo, mas você passa a vivenciá-lo, pois na medida em que ele inunda o seu ser, traz-lhe cura do corpo e da mente. Traz purificação para uma moral decadente, traz a você maior integridade. Lava e limpa seus pensamentos e sentimentos negativos, os quais a ninguém agrada tê-los, mas até os melhores de nós os têm.

Joel Goldsmith
traduzido por Giancarlo Salvagni

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Ninguém salva ninguém....


"Ninguém salva ninguém. Se a pessoa não está pronta não adianta falar que não vai escutar. A pessoa precisa ganhar maturidade para aprender. 

Devemos aprender a cuidar menos dos outros e mais de nós mesmos. É como uma pessoa que está se afogando, se você for tentar salvá-la vai acabar se afogando junto.
Por mais que doa ver alguém em situação ruim, a pessoa está onde se põe. 

Cada um tem seu caminho e deve segui-lo, não adianta ficar tirando as pedras do caminho das outras pessoas que assim a pessoa jamais vai amadurecer e aprender a andar com suas próprias pernas. 

E se você fizer isso você está se abandonando, abandonando seu próprio caminho. Assim você está parando sua evolução e o resultado disse será inevitavelmente doloroso. 

No dia em que você conseguir finalmente ver a sua volta, ver a situação em que você se pôs pelos outros. O quanto você atrasou a sua vida e o quanto você tem que recuperar. Vai doer no fundo da sua alma. 

Descer é fácil, difícil é você subir de volta, mesmo que seja para um nível superior que um dia você já habitou. 

Você tem que passar de novo por tudo, e será tão difícil dessa vez assim como foi da primeira vez. 

Voluntariar-se para ajudar na evolução de outra pessoa ou de outro planeta é tão arriscado que poucos realmente se dispõem a ir, pois a chance de voltar é mínima. E quando volta você nunca mais é o mesmo. 

Aquela visão de que somente somos pessoas boas quando nos doamos inteiramente aos outros é equivocada e doentia. 

A alta hierarquia espiritual não age assim, isso é coisa que o astral médio divulga na tentativa de colocar um pouco de perdão e amor nas zonas umbralinas das quais a Terra faz parte. Por isso, é chamado de planeta de provas e expiações, apesar de estarmos em luta para mudarmos de categoria, mas ainda falta muito para tal. Basta ver os noticiários do dia. 

De qualquer forma, você só vai mudar o dia em que você mudar dentro de você.

Isso vale também para as outras pessoas, portanto, somente banque o salvador de si mesmo.

Pois é preciso maturidade para mudar, e isso é algo que se conquista, não há maneira de se dar maturidade para ninguém."











Despertando a Consciência - As 3 etapas da alma na evolução da consciência




AS 3 ETAPAS DA ALMA NA EVOLUÇÃO DA CONSCIÊNCIA

Existem processos de transformação dentro da evolução da Consciência que se apresentam em três níveis de desenvolvimento. Para estes diferentes níveis de desenvolvimento do estado e das funções da Consciência, aparecem sinais completamente diferentes uns dos outros. Se somos capazes de perceber esses sinais característicos, podemos facilmente reconhecer em que estado de desenvolvimento da Consciência estamos: daConsciência comum, da desperta ou do nível da liberdade total.



1. O nível da Consciência Ordinária

Este é o nível mais baixo do processo evolutivo da Consciência. A Consciência comum está enraizada no tempo passado e nutre-se dele. O momento atual é menos importante para ela, que serve apenas como uma porta de entrada que conduza a um futuro que almejamos. Um futuro que seja uma versão melhorada e embelezada do passado; um futuro em que seremos bem sucedidos em todas as coisas que falharam no passado. Para a Consciência ordinária, apenas o passado e o futuro existem, vivendo e alimentando-se deles.
Neste estado de consciência a valorização e opinião dos outros são muito importantes para nós. Queremos satisfazer as expectativas dirigidas a nós e temos o prazer de atuar nos papéis sociais que são ditados pela nossa comunidade.
Nós prosperamos para sermos bons pais, bons maridos ou esposas, funcionários úteis e cidadãos cumpridores da lei. Nossa vontade de desempenhar esses papéis é causada pela nossa completa identificação com essas funções. Toda a nossa identidade é com base nesses papéis Nós não olhamos para as verdadeiras respostas da pergunta “Quem sou eu?”; Estamos contentes de sermos ditados pelos outros.
No estado de Consciência ordinária, o caráter dominante da nossa vida é o Ego; queremos torná-lo maior, mais brilhante e mais individual. É por isso que estamos aprendendo e reunindo o conhecimento de outros, até o fim da nossa vida, na crença de que vamos, portanto, nos tornarmos mais e mais inteligentes. Ainda assim, tornamo-nos menos e menos auto-confiantes, e não temos coragem suficiente para enfrentar os desafios da vida da nossa própria maneira. Precisamos, portanto, de um guia, um apoio. Não desejamos a completa liberdade, seguindo assim, regras pré-determinadas e respeitando a autoridade.


2. O nível da Consciência Desperta

O advento desse nível é indicado por momentos em nossa vida quando acordamos de nossa vida comum, e reconhecemos a realidade que, de fato, vivemos no cativeiro de nossos pensamentos, emoções e papéis sociais.
Sob o efeito desses momentos, um profundo desejo de liberdade e verdade surge em nós. Então, começamos a procurar os caminhos que levam à liberdade desejada. Temos a intenção de nos tornarmos mais conscientes e alertas, para encontrar a verdade por nós mesmos sobre quem somos e qual é nossa missão no mundo.
Nós já não queremos obedecer velhas regras, líderes, tradições e antigas autoridades. Não aceitamos mais teorias prontas e explicações de segunda mão. Já não queremos mais depender da opinião dos outros. Em vez disso, queremos adquirir conhecimentos e experiências do mundo, por nós mesmos. Temos o prazer de descobrir coisas novas e de embarcar em jornadas sem os velhos medos.
É nesse nível que o auto-controle real é criado em nós. Este auto-controle não está enraizado no medo de punição ou esperança de recompensa. Muitas pessoas são capazes de desenvolver um alto grau de auto-controle sobre o medo do inferno ou da esperança do paraíso, ou simplesmente porque querem trabalhar em conjunto com algo que consideram ser maior do que eles mesmos. Este tipo de autocontrole, no entanto, só produzem resultados temporários, uma vez que é a baseado na supressão. Sua manutenção exige de nós um esforço constante. Se, por algum motivo, o grau deste esforço declina, desejos reprimidos como raiva e outras emoções, explodem, causando-nos ainda mais sofrimento. 
O verdadeiro Auto-controle não nasce em nós, vindos da supressão, mas a partir do reconhecimento e entendimento do significado da vida. Esse tipo de auto-controle irá libertar a nossa Consciência do estado de identificação com o mundo de modelos e formas. Ele vai criar um espaço entre nós e as funções da mente, e nesse espaço nasce a capacidade de ver e compreender.
O verdadeiro Auto-controle não tem nenhuma regra e não há ninguém por perto para nos dizer como fazer isso. Todos devem criar esse auto-controle em si mesmos, sem qualquer pressão externa, deixando de lado todos os tipos de autoridades e usando a experiência pessoal.
Tudo que foi criado para nós por outras pessoas é transitório, mas o que criamos para nós mesmos será duradouro e permanente. Todos devem encontrar por si mesmos o que estão procurando.

3. O nível da Liberdade Total

Este é o pico mais alto na evolução da Consciência. A característica mais importante deste nível é o estado de alerta, a aceitação do momento presente, uma abertura para a existência e uma celebração da vida.
Neste estado de Consciência uma dimensão inteiramente nova da existência se abre para nós, mostrando-nos a Existência de uma perspectiva completamente nova. A unidade por trás das controvérsias é revelada bem na frente dos nossos olhos, e não mais insistimos em olhar só para o lado ensolarado da vida, como somos capazes de descobrir a beleza no lado escuro também.
Aceitamos a vida como ela é, e isto não acontece sob pressão, já que a aceitação é o resultado da nossa liberdade completa. A liberdade é, por sua vez, um fruto da nossa fuga do mundo de modelos e formas. Temos entendido e experimentado o processo do despertar. O tempo chegou para assumirmos o controle sobre nossa mente sempre que for exigida pelas circunstâncias. Quando não precisamos diretamente do trabalho da mente, vamos dar-lhe algum descanso.
Tudo acontecerá calma e pacificamente em nós. Estamos além de tudo que é do bem e do mau, somos uma mera consciência que não analisa ou julga, apenas contempla. Nós percebemos que a mesma alma contemplativa vive em todos, então as diferenças entre os seres humanos são apenas superficiais, e que no fundo somos todos iguais. Vivenciando essa unidade nos trará o êxtase da Vida, a perfeita alegria da Existência.


Fonte: Frank M. Wanderer Edição: Shakyamuni

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

O Tempo e o Ego


O tempo, a rigor, não existe, ele é apenas um ponto de vista, uma ilusão causada pela rotação da Terra em torno do Sol e em torno de si mesma... mas vista de cima, de fora do sistema, esse referencial desaparece... 
De modo análogo, o Ego também é uma ilusão, como a Terra girando em torno do nosso Verdadeiro Ser Espiritual.
Um está intrinsecamente ligado ao outro.



terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Psicossomática

OLÁ, EU SOU O SEU SINTOMA...
Olá, tenho muitos nomes: dor de joelho, abscesso, dor de estômago, reumatismo, asma, mucosidade, gripe, dor nas costas, ciática, câncer, depressão, enxaqueca, tosse, dor de garganta, insuficiência renal, diabetes, hemorroidas e a lista continua. Ofereci-me como voluntário para o pior trabalho: ser o portador de notícias pouco agradáveis para você. 
Você não entende, ninguém me compreende. Você acha que eu quero lhe incomodar, estragar os seus planos de vida, todo mundo pensa que desejo atrapalhar, fazer o mal, limitar vocês. E não é assim, isso seria um absurdo. Eu o sintoma, simplesmente estou tentando lhe falar numa linguagem que você entenda.
Vamos ver, me diga alguma coisa. Você negociaria com terroristas, batendo na porta com uma flor na mão e vestindo uma camiseta com o símbolo da “paz” impresso nas costas? Não, certo?
Então, por que você não entende que eu, o sintoma não posso ser “sutil” e “levinho” quando preciso lhe passar uma mensagem. Me bate, me odeia, reclama de mim para todas as pessoas, reclama de minha presença no seu corpo mas, não para um minuto para pensar e raciocinar e tentar compreender o motivo de minha presença no seu corpo.
Apenas escuto você dizer: “Cala-te”, “vá embora”, “te odeio”, “maldita a hora que apareces-te”, e muitas frases que me tornam impotente para lhe fazer entender mas, devo me manter firme e constante, porque devo lhe fazer entender a mensagem.
O que você faz? Manda-me dormir com remédios. Manda-me calar com sedativos, me suplica para desaparecer com anti-inflamatórios, quer me apagar com quimioterapia. Tenta dia após dia, me calar. E me surpreendo de ver que às vezes, até prefere consultar bruxas e adivinhos para de forma “mágica” me fazer sumir do seu corpo.
A minha única intenção é lhe passar uma mensagem, mesmo assim, você me ignora totalmente.
Imagine que sou a sirene do Titanic, aquela que tenta de mil maneiras avisar que tem um iceberg na frente e você vai bater com ele e afundar. Toco e toco durante horas, semanas, meses, durante anos, tentando salvar sua vida, e você reclama que não deixo você dormir, que não deixo você caminhar, que não deixo você trabalhar, ainda assim continua sem me ouvir…
Está compreendendo?
Para você, eu o sintoma, sou “A doença”.
Que absurdo! Não confunda as coisas.
Aí você vai ao médico e paga por tantas consultas.
Gasta um dinheiro que não tem em medicamentos e só para me calar.
Eu não sou a doença, sou o sintoma.
Por que me cala, quando sou o único alarme que está tentando lhe salvar?
A doença “é você”, é “o seu estilo de vida”, são “as suas emoções contidas”, isso que é a doença e nenhum médico aqui no planeta terra sabe como as combater, a única coisa que eles fazem é me atacar, ou seja, combater o sintoma, me calar, me silenciar, me fazer desaparecer. Tornar-me invisível para você não me enxergar.
É bom se você se sentir incomodado por estar lendo isso, deve ser algo assim como um “golpe na sua inteligência”. Está certo se estiver se sentindo frustrado, mas eu posso conduzir o teu processo muito bem e o entendo. De fato, isso faz parte do meu trabalho, não precisa se preocupar. A boa notícia é que depende de você não precisar mais de mim, depende totalmente de você analisar o que tento lhe dizer, o que tento prevenir.
Quando eu, “o sintoma” apareço na sua vida, não é para lhe cumprimentar, é para lhe avisar que uma emoção contida no seu corpo, deve ser analisada e resolvida para não ficar doente. Deveria se perguntar a si mesmo: “por que apareceu esse sintoma na minha vida”, “que pretende me alertar”? Por que está aparecendo esse sintoma agora?
Que devo mudar em mim?
Se você deixar essas perguntas apenas para sua mente, as respostas não vão levar você além do que já vem acontecendo há anos. Deve perguntar também ao seu inconsciente, ao seu coração, às suas emoções.
Por favor, quando eu aparecer no seu corpo, antes de procurar um médico para me adormecer, analise o que tento lhe dizer, verdadeiramente, por uma vez na vida, gostaria que o meu excelente trabalho fosse reconhecido e, quanto mais rápido tomar consciência do porquê do aparecimento no seu corpo, mais rápido irei embora.
Aos poucos descobrirá que quanto melhor analisar, menos lhe visitarei. Garanto a você que chegará o dia que não me verá nem me sentirá mais. Conforme atingir esse equilíbrio e perfeição como “analisador” de sua vida, de suas emoções, de suas reações, de sua coerência, não precisará mais consultar um médico ou comprar remédios.
Por favor, me deixe sem trabalho.
Ou você acha que eu gosto do que eu faço?
Convido você para refletir sobre o motivo de minha visita, cada vez que eu apareça.
Deixe de me mostrar para os seus amigos e sua família como se eu fosse um troféu.
Estou farto que você diga:
“Então, continuo com diabetes, sou diabético”.
“Não suporto mais a dor no joelho, não consigo caminhar”.
“Aqui estou eu, sempre com enxaqueca”.
Você acha que eu sou um tesouro do qual não pretende se desapegar jamais.
Meu trabalho é vergonhoso e você deveria sentir vergonha de tanto me elogiar na frente dos outros. Toda vez que isso acontece você na verdade, está dizendo: “Olhem que fraco sou, não consigo analisar, nem compreender o meu próprio corpo, as minhas emoções, não vivo coerentemente, reparem, reparem!”.
Por favor, tome consciência, reflita e aja.
Quanto antes o fizer, mais cedo partirei de sua vida!
Atenciosamente,
O sintoma.
Autor desconhecido

sábado, 17 de dezembro de 2016

Paz



Vc tem o poder de mudar sua vida

Nós não temos a inércia a nosso favor, se há algo em nossas vidas que não gostamos, devemos nos esforçar para mudar. Ninguém fará isso por nós! Somos os grandes responsáveis pela nossa vida, por tudo de bom e de mau que nos acontece, por todas as nossas realizações e frustrações. Tudo que fazemos diariamente, das coisas mais simples até as mais complexas interferem no curso de nossa vida.
Se há algo que lhe inquieta, que lhe deixa triste, infeliz, inseguro, ou que lhe tira a paz, reflita e tente descobrir o que você pode fazer para mudar, para melhorar. Nunca esqueça que você tem o poder de transformar a sua vida, não foque nos desafios e obstáculos, foque nos seus objetivos, foque no que é bom. Confie no seu poder de realização.
Só você é capaz de saber o que realmente lhe faz bem e lhe faz mal e reagir a isso.
Respire fundo, olhe para dentro de si e desperte a força adormecida dentro de você. 
Confia no seu poder de transformação!


sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

A Metáfora dos Girassóis



Todos nós já vimos essa flor! Ela é útil em todos os sentidos, e sua essência está em muito dos alimentos que ingerimos. Mas chama atenção pela sua exuberância e tamanho. Já nasce em direção a luz, acompanha o movimento Sol e quando vai deixando a vida vai se curvando perante o mundo em sinal de gratidão e respeito. Enquanto esteve viva, encheu os olhos do mundo com sua cor e exuberância, ficou em pé e radiante, despertou sorrisos e fez lembrar a magnitude de Deus em ser grande e radiante. Assim deveriam ser todos os seres humanos, Que realmente vivessem ao mundo para ser grande, iluminado e feliz. E quando estiver partindo curvar se perante o Criador em forma de agradecimento e ainda deixar um legado naqueles que conviveram com o girassol (com nós ). Então sejam girassóis! 

Frase: Conjunto Ira- "Um girassol sem sol" é apenas um girassol.

O Cérebro e o Coração


O cérebro e o coração são os dois grandes centros de comando da vida. 
Platão via a cabeça humana como uma miniatura do universo. Protegido pelo crânio, no ponto mais elevado do corpo humano, coordenando todas nossas sensações físicas, memória, reações, estado de espírito e posicionamentos, está o comando cerebral, que opera em total unidade com o sistema cardíaco-respiratório.
O cérebro pesa um quilo e meio e reúne 14 bilhões de células. Por ele passa meio litro de sangue a cada minuto. Ele é lógico no seu hemisfério esquerdo, intuitivo e criativo no lado direito, emocional no seu setor límbico, e coordena as reações automáticas e padrões vibratórios em seu tronco, situado no topo da coluna vertebral. O cérebro é a coisa mais complexa e maravilhosa que a vida física do planeta Terra já criou.
Segundo a sabedoria oriental, há sete cavidades ou espaços vazios no cérebro. Neles existe apenas akasha, a luz astral. Cumprem uma função de ligação com o plano espiritual.
A sabedoria egípcia diz, em linguagem simbólica, que esses ventrículos são "câmaras onde moram os deuses". De acordo com os antigos, o cérebro humano era um templo.
A sabedoria esotérica afirma ainda hoje a mesma coisa.
Os alquimistas consideram que as virtudes celestiais são captadas pela cérebro sob a forma de "orvalho".
A tradição rosacruz e a cabala usam a mesma imagem ao descrever a intuição, pela qual o cérebro capta as vibrações da inteligência cósmica e da harmonia universal.
O maná da Bíblia cristã é o mesmo orvalho da cabala e da alquimia. Em Êxodo 16:13-15, o alimento que cai do céu em forma de orvalho é, sobretudo, espiritual.
No Evangelho de João (Jo, 6:33-35), Jesus confirma esse significado do orvalho como símbolo da inspiração espiritual que desce até a mente pura.
Além do cérebro, o outro grande comando visível da vida do corpo humano é o coração. Com 300 gramas de peso em média, o coração é do tamanho de um punho fechado e bate cerca de 90 mil vezes a cada dia que passa.
Ele bombeia cinco toneladas de sangue no mesmo período, Quando recolhe o sangue venoso, que chaga a ele com gás carbônico e detritos, o coração o envia para o pulmão, que o devolverá purificado e rico em oxigênio. O coração então lança o sangue reciclado para todo o organismo. Não é à toa que o coração é símbolo de várias virtudes humanas, inclusive o heroísmo. Ele não para de trabalhar, rodeado e ajudado pelos pulmões, cuja eficácia é admirável.
Esotericamente, o coração é a sede da vida. Ele é o sol do nosso corpo. A nossa vida foi confiada sobretudo a ele.
Se no cérebro há um ponto em que pulsa a energia do Senhor Deus, no coração brilha um raio da luz de Cristo, Buda, a compaixão universal.
É o coração que cria condições para que o cérebro receba do céu o orvalho divino. Cabe aqui fazer uma pergunta: O coração purifica o sangue, mas quem purifica o coração?
Na verdade, ele depende do comportamento correto do resto do corpo para que possa estar saudável. Necessita que o corpo tenha quantidade adequada de exercícios, que a alimentação seja correta e que as emoções e pensamentos sejam equilibrados para manter-se puro e assim dar condições ao cérebro de captar o orvalho da paz celestial.
Os Upanixades, escrituras hindus, abordam esta questão:
"Quando o uso dos sentimentos é purificado, o coração se purifica. Quando o coração é purificado, existe uma constante lembrança do Eu superior. Quando existe uma constante lembrança do Eu superior todos os vínculos são desfeitos e a liberdade espiritual é alcançada".
Para os Upanixades, o coração é a sede da nossa consciência imortal, e nele mora Brahman, o Deus criador do Universo. O próprio princípio hermético da tradição egípcia, segundo a qual o cosmo inteiro está contido em cada uma das suas partes, pode ter sido inspirado pela sabedoria milenar dos hindus.
Diz o Chandogya Upanishad: "Dentro da cidade de Brahman, que é o corpo, existe o coração, e dentro do coração existe uma pequena casa. Essa casa é como um lótus. Dentro dela mora aquilo que deve ser procurado, investigado e percebido".
No plano físico, esta moradia mística inclui os dois ventrículos ou cavidades que controlam o trabalho do coração. O ventrículo direito produz a contração que empurra o sangue usado de volta para os pulmões. O ventrículo esquerdo se contrai mandando o sangue novo e oxigenado para a aorta, de onde irá para todas as células do corpo. Em conjunto, os ventrículos controlam o ritmo da vida.(...)

(Autor: Carlos Cardoso Aveline)